O mercado de impressoras se renova cada dia mais, e com tanta diversidade fica difícil escolher o melhor equipamento, não é mesmo?

Na hora de escolher a melhor impressora para o seu negócio, você deve levar em consideração as suas principais necessidades: quantidade? Velocidade? qualidade de impressão? Fazendo a escolha certa você economiza em energia elétrica, papel, tinta, suprimentos e ainda contribui com o meio ambiente!

Pensando em te ajudar nesta tarefa, preparamos um conteúdo cheio de dicas! Continue conosco e confira!

Você lembra das máquinas de escrever? Elas já foram muito populares, mas hoje são mais procuradas para decoração ou por colecionadores. Esse fenômeno de substituição da máquina de escrever pelos computadores e impressoras iniciou a partir da década de 1990, quando estas tecnologias começaram a se popularizar, tanto nas casas como nas empresas. Juntos, os computadores e as impressoras trouxeram mais facilidade e rapidez na produção de textos, por isso conquistaram o seu merecido espaço.

Dos anos 90 para cá muita coisa mudou e hoje, computadores e impressoras estão ainda mais modernos e eficientes, unindo uma infinidade de funções e garantido cada vez mais soluções para o uso doméstico e para os mais diferentes setores empresariais. Como toda tecnologia que evoluí, com o mundo das impressões não seria diferente. Entre as primeiras impressoras que surgiram no mercado está impressora de impacto. Ela recebe este nome em função da tecnologia que utiliza para imprimir: as palavras são impressas no papel pela potência do impacto de um “martelo” em uma fita umedecida com tinta que fica sobre a folha. Entre os tipos de impressoras de impacto, podemos citar 3 delas:

Margarida: os caracteres eram distribuídos em uma espécie de roda, que lembrava uma margarida com pétalas em alto relevo e que deveria ser trocadas para se ter diferentes tipos de letras. Ela tinha velocidade de impressão de 40 caracteres por segundo;

Linhas: apresentavam algumas semelhanças com as margaridas, porém eram mais rápidas e imprimiam entre 80 e 132 caracteres simultaneamente;

Matriciais: a mais famosa entre as três, mas com as novas tecnologias, caíram em desuso. Ainda é possível encontrá-la em algumas empresas, mas como é uma tecnologia antiga, acaba trazendo algumas desvantagens para quem espera velocidade e qualidade de impressão.

 

Das impressoras de margarida e matriciais, muito comuns no passado, hoje podemos contar com tecnologias como a impressora à laser, a jato de tinta, de estampas, e até mesmo as impressoras que imprimem peças em 3D.

Cada uma destas tecnologias de impressão atende demandas diferentes de mercado e por isso apresentam suas particularidades. Siga com a gente e entenda a diferença entre as impressoras á laser e a jato de tinta!

Estes modelos surgiram da necessidade das empresas em ter aparelhos que oferecessem agilidade na hora da impressão. Elas podem ser classificadas como impressoras de pequeno porte, com excelente custo-benefício para escritórios pequenos e profissionais que trabalham em home office; e impressoras profissionais, recomendadas para empresas que demandam um grande volume de impressão diário.

Impressão á laser: como o próprio nome sugere, ela funciona através de um feixe de raio laser, que cria uma imagem eletrostática de uma página para impressão. O feixe de raio laser é aplicado por meio de um tambor e atrai a tinta em pó armazenada dentro dos toners. Esta tinta é então transferida para o papel e forma a impressão;

Impressão a jato de tinta: funcionam através de um sistema alimentado por dois cartuchos, um com tinta preta e outro com as cores primárias (ciano, magenta e yellow). Também é possível encontrar no mercado modelos onde, ao invés de um cartucho com as três cores, são utilizadostrês cartuchos separados, cada um com uma cor primária. Neste modelo de impressora, um cabeçote com centenas de orifícios lança milhares de gotículas de tinta por segundo no papel, formando a impressão. Ela recebe este nome devido ao seu funcionamento, pois imprime através de um sistema que lança no papel milhares de gotículas de tinta por segundo.

Cada uma destes equipamentos tem seus benefícios e pontos positivos. Enquanto a impressora jato de tinta oferece maior qualidade das cores, a impressora a laser garante uma impressão mais sólida, sem manchas ou papel desbotado. O equipamento jato de tinta também requer um investimento menor do que a maquina a laser, mas esta supera em velocidade de impressão. Além disso, os cartuchos da impressora jato de tinta têm preço inferior aos toners das impressoras laser, mas o toner garante maior rendimento de impressão.

 

Sua demanda de impressão consiste basicamente em textos preto e branco? Então que tal uma impressora monocromática?

Como o próprio nome diz, são baseadas no padrão CMYK (ciano, magenta, amarelo e preto), ou seja, as impressoras monocromáticas se baseiam na impressão de apenas uma cor, normalmente o preto. Estas impressoras costumam ser muito usadas por escritórios, por exemplo, não só pelo rendimento, mas também pela velocidade e qualidade excelente de impressão de textos, que é feita em tons de preto, cinza e alguns modelos até mesmo em azul.

 

Precisa de um equipamento versátil, que vá além de impressões? Então nós te indicamos a impressora multifuncional!

Esse modelo vai além do imprimir, comportando funções como digitalizar, fazer cópias, mandar fax e se conectar com a rede Wi-fi, por exemplo. Através desta função é possível imprimir documentos e fotos armazenados no seu celular. Mas a maior vantagem das impressoras multifuncionais é mesmo a digitalização de documentos, ou seja, sua função scanner, que atrelada ao sistema certo, pode facilitar e muito a sua vida.

Agora que você já sabe tudo sobre a história das impressoras, que tal escolher a sua? Clique aqui e vem conhecer a infinidade de modelos que você encontra aqui na Comabe!